quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Hop! - Fanzine francês (Parte 3 de 3)

Continuação do post dedicado ao excelente fanzine francês Hop!, ao número 70 datado de 1996, cujo conteúdo mantém ainda hoje muito interesse em várias rubricas de que tenho feito transcrições de excertos nas partes 1 de 3, e 2 de 3, publicadas neste blogue imediatamente antes.
(Para as ver basta clicar no item "Mensagens antigas")

REMEMBER
Uma rubrica que é um autêntico obituário da BD, com o registo de autores de BD (argumentistas e desenhadores) falecidos no primeiro trimestre de 1996, período de tempo correspondente à data da edição deste número do Hop!.
A lista de óbitos é bastante extensa, e publicá-la-ei no fim do post, dando prioridade à reprodução parcial das extensas biobibliografias dos autores mais conhecidos em Portugal, escritas pelos colaboradores do zine, que não se limitam a registar a data do falecimento de cada autor.

Piroton - Criador do herói Jess Long, faleceu a 22 de Janeiro de 1996, vítima de cancro. Tinha 64 anos.

Magnus - De seu verdadeiro nome Roberto Raviola, sucumbiu a doença prolongada em 5 de Fevereiro de 1996, com a idade de 56 anos.
Nascido em Itália, Bolonha, a 31 de Maio de 1939, foi autor de numerosas obras de BD, violentas e/ou eróticas, entre as quais "Kriminal" e "Satanik", ambas entre 1964 e 1970, "Dennis Cobb Agente Secreto SS 018", "Necron" (1981), e na mesma veia erótico-sádica, cria "Milady 3000" e uma obra-prima do erotismo, "Les 110 Pillules" para a revista espanhola Totem (1985), reeditada na francesa "L'Echo des Savanes", e depois em álbum pela Albin-Michel (1986) (...)

Siegel - "Superman está órfão de novo" (escreve o colaborador L.C.). Depois do falecimento do seu pai gráfico, Joe Shuster, em 1992, o seu criador Jerry Siegel morreu aos 81 anos, em 28 de Janeiro de 1996. 
Jerome Siegel nasceu a 17 de Outubro de 1914 em Cleveland (Ohio). Foi lá que ele encontrou Joe Shuster, vindo do Canadá, Toronto. Ambos frequentavam a Cleveland High School, tinham a mesma idade, as mesmas paixões, e completava-se, um escrevia, o outro desenhava. Até começaram por editar um fanzine de ficção científica, o "Cosmic Stories".(*)

(*) Editado em 1929, "Cosmic Stories" foi o primeiro zine publicado, como consta na história do fanzinato mundial. Era dedicado à ficção científica devido ao facto de Siegel e Shuster serem apaixonados pelo tema.
(comentário deste blogger)

Hogarth - "Morreu o criador de Tarzan", "Papá morto, Tarzan triste", os títulos da imprensa provam que os nomes de Tarzan e de Hogarth são indissociáveis, até ao ponto de muitos considerarem este autor como o criador da personagem imaginada por Edgar Rice Burroughs e criado graficamente por Hal Foster. 
(...) [Depois de ter estado em Angoulême] domingo à noite ele chegava a Paris, e repentinamente falecia vítima de doença cardíaca [28 de Janeiro de 1996]
"(...) Hogarth tinha nascido no dia de Natal de 1911 em Chicago (...)

Bonvi - Franco Bonvicini, conhecido sob o nome de Bonvi, faleceu com a idade de 54 anos, atropelado por um automobilista irresponsável na noite de 10 de Dezembro de 1995.
Nascido em Parma a 31.3.1941, criador da célebre série "Sturmtruppen" (...) É em 1968 que ele imagina as tiras das "sturmtruppen" [tropas de assalto alemãs] para o jornal diário Paesa Sera. De um humor negro e sarcástico, estas bandas desenhadas põem em cena os soldados do exército alemão durante a segunda guerra mundial, mostrando-os idiotas e brutamontes. Através deles, Bonvi denuncia a estupidez da guerra (...)
............................................................
O artigo faz a listagem de todos os autores falecidos nesse primeiro trimestre de 1996 (excepto Bonvi, falecido em Dezembro de 1995), dando os respectivos elementos biográficos. Além dos autores retratados mais pormenorizadamente nesta transcrição, são também citados, com pormenores biobibliográficos, os seguintes:
Redondo, Sanahujas, Renard, J.F.Davis, Donatelli, Larnoy, Gin (Jordi Ginès), Monzon, D'Amico, Roso, Leo Malet, Pym, Barry Appleby, Walter Goetz, Rams, Bozzi, Baily, e uma não autora de BD, Germaine Kieckens, dita "Hergée", primeira mulher de Hergé (foi ela que inventou o nome Capitão Haddock).